Segurança energética

CHP600
1 de março de 2017
Imagem do produto HSB30 sobre fundo neutro.
HSB30
7 de dezembro de 2017

Segurança energética é assunto em pauta no governo e nas empresas.

70% da sua matriz energética brasileira ainda é hídrica. Por isso, em períodos de seca, aumentam os riscos de falta de energia, principalmente para atender os picos de demanda.

Além do próprio risco pela falta de combustível, a geração descentralizada depende de linhas de transmissão que podem alcançar uma perda na entrega de energia de até 20%, ocasionados tanto pela falha do próprio sistema de transmissão quanto por questões naturais como a queda de uma árvore em um fio de alta tensão.

Uma das soluções mais confiáveis é a geração de energia ser no centro de carga, ou centralizada, que é caracterizada pela geração distribuída sendo a mais confiável a geração de energia a gás, isso porque o combustível a gás natural, aquele que recebemos por gasodutos, é abundante e possui um índice de indisponibilidade baixo, além de ser um combustível relativamente mais limpo que se comparado ao óleo diesel.

Quando tratamos do biogás, esse sim, é um combustível 100% limpo e renovável, pois é proveniente da decomposição de resíduos ou dejetos orgânicos. Como o biogás pode ser armazenado ele se torna também um combustível mais firme e confiável para a geração de energia distribuída.