Segurança energética

CHP600
1 de março de 2017
Imagem do produto HSB30 sobre fundo neutro.
HSB30
7 de dezembro de 2017

Segurança energética é assunto em pauta no governo e nas empresas.

70% da matriz energética brasileira ainda é hídrica. Por isso, em períodos de seca, aumentam os riscos de falta de energia, principalmente para atender os picos de demanda.

A geração de energia em grandes hidrelétricas também depende de linhas de transmissão que podem acarretar perdas de até 20% na entrega de energia, ocasionadas tanto por falhas do sistema de transmissão quanto por questões naturais, como a queda de uma árvore em um fio de alta tensão.

Contra a imprevisibilidade dos diversos fatores externos que podem impactar a entrega da energia, uma das soluções mais confiáveis passa a ser a geração de energia no centro de carga, ou geração distribuída. Nesse contexto, a geração de energia a partir do gás natural – recurso que recebemos por meio de gasodutos – representa uma grande oportunidade. O gás natural é abundante e possui um índice de indisponibilidade baixo, além de ser um combustível relativamente mais limpo quando comparado ao óleo diesel.

Já o biogás é um combustível 100% limpo e renovável, proveniente da decomposição de resíduos e dejetos orgânicos. Como o biogás pode ser armazenado ele se torna também um combustível mais confiável no processo de geração de energia distribuída.